O Programa

HISTÓRICO

O Programa de Pós-Graduação em Ciências – Bioquímica da Universidade Federal do Paraná foi criado em 1965 com o objetivo de oferecer cursos de Pós-graduação nos níveis de mestrado e doutorado, bem como oportunidades de pós-doutoramento a candidatos de todo o país e do exterior. Os docentes do Programa são, na sua grande maioria, professores do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFPR. Com linhas de pesquisa consolidadas, o Programa é reconhecido como referência nas suas diversas áreas de atuação.

POR QUE FAZER PÓS-GRADUAÇÃO NESTE PROGRAMA?

Por oferecer uma oportunidade de crescimento acadêmico e profissional de alto nível, realizado em um Programa de Pós-Graduação consolidado, de excelência e reconhecido nacional e internacionalmente. Por permitir o desenvolvimento científico, treinamento e domínio de técnicas de análise instrumental de última geração (veja também: Disciplinas e Publicações).

QUAIS PROFISSIONAIS PODEM PARTICIPAR DESTE PROGRAMA?

A Pós-Graduação em Ciências-Bioquímica destina-se principalmente a profissionais graduados nas diversas áreas das Ciências Biológicas e da Saúde, como também aqueles originados da Engenharia Química, Florestal, de Bioprocessos, Agronomia e Química, além de outros profissionais que tenham as disciplinas de Química, Bioquímica e/ou Biologia Molecular em seu currículo de graduação.

ONDE ATUAM OS MESTRES E DOUTORES FORMADOS PELO PROGRAMA?

Os mestres e doutores formados pelo Programa estão atuando como Professores em diversas Universidades públicas e privadas do país. Como exemplo, citamos as Universidades Federais do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e Universidades Estaduais de Londrina, Maringá e Ponta Grossa, na região sul do país.
Nosssos mestres e doutores também estão atuando em Institutos de Pesquisa e na iniciativa privada.

FINANCIAMENTOS

PESQUISA

Os laboratórios de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Ciências – Bioquímica recebem apoio financeiro de diversas agências de fomento como FINEP, MCT, CNPq, PRONEX, Instituto do Milênio, CAPES, SETI/Paraná, FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA e CABBio.

O Programa possui também equipamentos de pequeno, médio e grande porte para a realização das análises necessárias para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa.

BOLSAS DE ESTUDOS

O Programa dispõe anualmente de Bolsas de Estudos Institucionais CAPES, CNPq e Fundação Araucária/CAPES para estudantes de Mestrado e Doutorado.

A distribuição das Bolsas de Estudos Institucionais ocorre segundo os critérios estabelecidos pelo Colegiado do Programa.

ESTÁGIO NO EXTERIOR DURANTE O DOUTORADO

Para os alunos matriculados no doutorado, existe a possibilidade de realização de estágio (até 12 meses) em laboratórios de pesquisa no exterior. Este estágio pode ser financiado através de Bolsas de Estudos fornecidos principalmente pelo CNPq (bolsa doutorado sanduíche no exterior) e CAPES (programa PDSE).