[google-translator]

GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO

Menu

Histórico e Contextualização

O Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão de Organizações, Liderança e Decisão (PPGOLD) é oferecido pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), uma instituição pública e gratuita, fundada sobre o tripé de ensino, pesquisa e extensão. Fundada em 19 de Dezembro de 1912, história da Universidade Federal do Paraná (UFPR) está intrinsecamente ligada ao desenvolvimento do Estado do Paraná e do Brasil. A pós-graduação da UFPR tem uma história de mais de 50 anos, com a abertura do primeiro programa de pós-graduação em Bioquímica em 1965 (que é o programa mais antigo na área das Ciências Biológicas da CAPES). A partir da década de 90 registrou-se um considerável aumento na criação de cursos e programas de pós-graduação em todo o Brasil, a UFPR está entre as cinco maiores Instituições Federais de Ensino Superior do país quando se considera o número de cursos de pós-graduação stricto sensu em atividade. A UFPR possui cursos em 47 das 50 áreas de conhecimento vigentes na CAPES, tornando-se protagonista na formação de recursos humanos no país. A UFPR é a terceira instituição do sul do país que mais contribui para a formação de Mestres e Doutores e é responsável pela titulação de 40% de todos os doutores do estado do Paraná.

O PPGOLD está majoritariamente vinculado ao Departamento de Administração Geral e Aplicada (DAGA), que atua sob a marca de Escola de Administração da universidade.  Trata-se de um dos maiores departamentos da UFPR e conta com 58 professores, dos quais 90% são doutores, e cerca de 1000 alunos na graduação em Administração. O curso de graduação é reconhecido por sua excelência, tendo obtido no último Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) a nota máxima, e ocupando a segunda e terceira colocação geral do estado do Paraná, com os cursos diurno e noturno, respectivamente. A Escola de Administração também atua no âmbito do stricto sensu desde 1992, com o Mestrado, e desde 2005 com o Doutorado em Administração. Atualmente o Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGADM) conta com 19 docentes, com ingresso anual de cerca de 40 alunos. 

Além da importância para a Escola de Administração da UFPR, o PPGOLD se mostra relevante no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFPR ao contemplar ações em duas dimensões estratégicas previstas no referido PDI. A dimensão ?UFPR Cidadã? prevê, em um de seus itens, o aumento da participação da UFPR em ações para o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) no Paraná. O PPGOLD contribui com a consecução de tal objetivo ao proporcionar a formação de profissionais capazes de desenvolver estratégias, instrumentos, ferramentas e processos inovadores para as organizações brasileiras, e especialmente as paranaenses. A segunda dimensão do PDI, denominada ?UFPR Acadêmica?, prevê o fortalecimento e integração das atividades de ensino, pesquisa e extensão. Sendo assim, o mestrado profissional coloca em ação tais objetivos. Isso porque, em primeiro lugar, prevê a formação sólida a partir de um conjunto de disciplinas integradas. 

A relevância do PPGOLD no âmbito regional ganha destaque quando se observa o contexto paranaense. Trata-se de um ambiente caracterizado pela diversidade de ambiente e setores. A despeito das especificidades inerentes a cada indústria, estas comumente defrontam-se com o aumento do nível de competição e internacionalização e da necessidade de profissionalismo para lidar com a complexidade do ambiente técnico e institucional. O contexto demanda a oferta de cursos que respondam aos desafios apresentados. Dada a representatividade de Curitiba e Região Metropolitana para a economia paranaense e nacional, é possível afirmar que o PPGOLD desponta como iniciativa pioneira, ampla, e relevante para o incremento da competitividade das organizações locais. As heterogeneidades da atuação profissional entre os alunos ingressantes na primeira turma do PPGOLD corroboram esta informação. 

É importante ressaltar que em Curitiba e Região Metropolitana estão presentes empresas com áreas corporativas e estratégicas tais como, além das já citadas, Mondelez, Volvo, Renault, Volkswagen, Faurecia, Positivo, Aker Solutions, Exon Mobil, Petrobrás, Bosch, Votorantim, CNH, Caterpillar, e diversas outras. Além disto, também estão presentes importantes autarquias no âmbito governamental. Quando proposto, o PPGOLD foi prontamente aceito por essa rede empresarial, com aproximadamente 163 inscrições para 36 vagas. A maioria absoluta dos candidatos estava inserida no mercado de trabalho. Na primeira turma temos estudantes que atuam em cargos diretivos e gerenciais em empresas de relevância, como RUMO Logística, Boticário, EMS Farmacêutica, Volvo do Brasil, Polymer Inc. Group (PGI), além de importantes organizações financeiras como Banco Bradesco e Santander dentre outras.

O cenário complexo onde se dão as transações organizacionais mostra a necessidade de buscar profissionais capazes de interpretar maior quantidade de dados e outros inputs, visando subsidiar uma atuação alinhada ao cenário competitivo. Sendo assim, o perfil de egresso, em formação neste momento, envolve capacidade de liderança e tomada de decisão em ambientes complexos, com instrumentos de gestão e tecnologias inovadoras, alinhando as questões operacionais com os desafios estratégicos, levando a organização a se destacar e ter desempenho superior, sempre com considerações éticas. 

Especificamente a demanda organizacional atendida pelo PPGOLD é o desenvolvimento da capacidade de tomada de decisão organizacional. O processo decisório é um elemento central na condução de organizações, pois tomar decisões é algo cotidiano para seus gestores. A eficácia do processo decisório afeta os resultados organizacionais, pois, frequentemente, implica comprometimentos de longo prazo, onde os recursos investidos não são recuperáveis em sua totalidade. De forma alinhada a este cenário competitivo e ao proposto na portaria 389 de 23 de março de 2017 do Ministério da Educação, o PPGOLD é fundamentado em três linhas de pesquisa que objetivam formar profissionais, especificamente em: i) competências organizacionais; ii) gestão financeira; iii) e gestão de operações. 

Em relação à linha de competências organizacionais é possível diagnosticar uma necessidade real de melhor formação dos gestores para tomar decisões acerca de internacionalização, sustentabilidade e estratégia com os seus desdobramentos na gestão de pessoas. A primeira turma do PPGOLD possui mestrandos que ocupam altos cargos decisórios, em diversas empresas que atuam no Paraná e Brasil. O PPGOLD tem forte vínculo com práticas relacionadas ao capital humano, o qual continua sendo um desafio para as organizações paranaenses.  Estas contam com elevadas taxas de absenteísmo, rotatividade e baixa utilização de ferramentas avançadas de gestão, como remuneração estratégica e programas avançados de desenvolvimento humano. Outros temas associados à gestão, como sustentabilidade, inovação e internacionalização, também possuem alta demanda de mestrandos no PPGOLD, e são caracterizados como desafios a serem enfrentados pelas organizações, locais e regionais, pois novos paradigmas competitivos demandam novas e melhores práticas em relação a estas temáticas. 

Em relação à tomada de decisão em finanças, é patente que uma simples alteração na política de prazo de pagamento concedido aos clientes pode causar sérios problemas no financiamento de curto prazo, e impactar os resultados financeiros presentes e futuros. O processo de tomada de decisão nas finanças exige um conhecimento acerca dos efeitos no âmbito financeiro-corporativo, decorrente de mudanças estratégicas. Ainda, o conhecimento acerca da sistemática do mercado financeiro e de capitais é também é decisiva para a gestão de capital de giro, financiamento de longo prazo, bem como o alcance dos objetivos de agregação de valor por parte dos acionistas. Decisões de investimentos, sobre o mercado financeiro e controle das finanças são pilares na formação do mestrando no PPGOLD.

A gestão de operações mostra-se relevante para as empresas brasileiras, em especial as paranaenses, pela constatação de que o Brasil é um país conhecido pela sua extensão territorial e pelas necessidades emergentes de um desenvolvimento da logística de integração do país. O esforço governamental coordenado através de políticas públicas específicas, como o Programa de Integração Logística (PIL) e o Programa Nacional de Logística de Transporte (PNLT), demonstra a necessidade formação e qualificação no âmbito cadeia de suprimentos e gestão de operações. Alinhado a este contexto, torna-se importante o entendimento dos níveis de maturidade em cadeias de suprimentos de forma a ter uma visão clara das decisões estratégias a serem implementadas em termos de operações por parte das organizações. Todas essas condições são amplificadas quando se trata de gestão de operações integradas com os conceitos mais modernos da indústria 4.0, desenvolvimento de tecnologia na nuvem e demais características de otimização de processos, inteligência artificial e internet das coisas. Observou-se que o perfil dos alunos ingressantes reforça ainda mais a necessidade de formação profissional específica em gestão da cadeia de suprimentos, a qual está devidamente albergada na linha de pesquisa em Operações e Sistemas de Decisão. 

Pelo exposto, justifica-se a escolhas da área de concentração e linhas de pesquisa do PPGOLD. Essas estão alinhadas aos anseios UFPR e do contexto regional. Os professores atuantes no programa estão diretamente envolvidos com atividades de docência, pesquisa e aplicação de conhecimentos aderentes à opção feita pela tomada de decisão como eixo central e elemento integrador. Da Análise e Propostas de Cursos Novos (APCN) aprovada, tivemos, infelizmente, quatro professores que não puderam continuar no PPGOLD por fatores alheios aos seus desejos. 

A docente Jane Mendes Ferreira Fernandes, devido aos encargos assumidos no PPGADM, foi convidada a orientar alunos de doutoramento, naquele PPG. No entanto, o regimento do PPGADM da UFPR impede a participação em outro programa do docente que orientar aluno de doutorado. Assim, como havia incerteza na aprovação do PPGOLD ao longo de 2018, a professora Jane aceitou a orientação e ficou impossibilitada de participar do quadro docente do PPGOLD. O professor Jorge Eduardo Scarpin recebeu, no final de 2017, um convite para um período de intercâmbio como docente em uma Universidade nos EUA. Esse convite exigiu do professor Jorge um pedido de afastamento integral da UFPR por três anos. Deste modo, sem vínculo com a universidade, não foi possível a permanência legal dele no quadro do PPGOLD. A docente Marystela Baratter tem um filho em condições especiais. Em 2018 devido a complicações familiares, a professora pediu regime de trabalho reduzido na UFPR para atender às necessidades de seu filho, não permitindo que ela assumisse seu cargo como docente no PPGOLD. Por fim, o professor Pedro Guilherme Ribeiro Piccoli, que atua em regime parcial de 20h semanais na UFPR, foi convidado a atuar em dois outros programas de pós-graduação na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), onde o professor Pedro é docente em tempo integral. Como o atraso na divulgação dos resultados das APCNs, no qual o PPGOLD foi aprovado, o professor Pedro aceitou as propostas, sendo posteriormente alçado à coordenação em um desses programas. Desta forma, sua carga horária na PUC-PR ficou assoberbada de maneira impeditiva em atuar, também, no PPGOLD.

Entretanto, a equipe PPGOLD, muito rapidamente, agiu para substituir esses docentes de forma a permanecer a característica inovadora e alinhada com práticas e necessidades que mercado exige e que consta na proposta APCN aprovada. São eles:
O professor Thiago André Guimarães, do DAGA/UFPR, é graduado em Economia e em Engenharia de Produção Civil, tendo sólida formação em Logística e Gestão de Operações. Doutorou-se em 2015 e detêm produção técnica e científica em franca ascendência, possuindo artigos em revistas de renome internacional na área de pesquisa operacional e gestão da cadeia de suprimentos. Possui parceria de pesquisa internacional com Université Laval, em Québec, Canadá, e o programa de pós-graduação em negócios desta universidade. Ministra aulas no PPGOLD de Modelos e Gestão de Estoques, alinhado com os paradigmas de otimização e indústria 4.0.

O professor Egon Walter Wildauer atua no Departamento de Gestão da Informação (DECIGI) da UFPR. Coordena atualmente o projeto de cooperação internacional ?enGlobe Strategic Internationalization Project? cujo objetivo é definir estratégias, sistemas de gerenciamento de projetos, serviços e suportes de tecnologia da informação para as atividades de projetos. O professor Egon possui livros e artigos publicados relacionados à gestão de informação e governança de tecnologia de informação. Possui projetos em andamento sobre internet das coisas em cadeias produtivas e análise de dados e formulação de indicadores de produção. As atividades técnicas e acadêmicas do professor Egon estão em franca ascensão e o qualificam com grande aderência à proposta pedagógica do PPGOLD, em especial às atuações do programa relacionadas ao suporte a processos decisórios.

O professor José Roberto Frega tem uma sólida formação em processos decisórios e análises multicritérios. Tem vasta experiência profissional, atuando durante 12 anos na Petróleo Brasileiro S/A (Petrobrás), na área de tomada de decisão, no projeto PARANACIDADE, durante nove anos, na área de análise de sistemas e inteligência de negócios, entre outras. É professor da UFPR há nove anos e já atuou junto à Pró-reitora de Administração da UFPR, trabalhando em ações de formulação do planejamento estratégico na universidade. Além disso, tem formação sólida em métodos multicritérios aplicadas em finanças, uma vez que suas atuações contemplaram, em diversos aspectos, a área financeira das empresas em que atuou.

O professor Adalto Acir Althaus Junior é Doutor (2017) em Administração, com foco em finanças, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com estágio de doutoramento na University of Houston. Atualmente está no departamento de Economia da UFPR, atuando nas disciplinas voltadas a finanças. Já atua no mestrado profissional em Economia da UFPR, e a atuação no PGOLD será a oportunidade ideal para aplicar os conceitos de finanças nos processos decisórios e organizacionais de acordo com a linha de pesquisa que o professor Adauto está vinculado.

A atuação do PPGOLD é composta pelas relações entre seus docentes articuladas em i) participação em grupos e projetos de pesquisa; ii) parcerias com o mercado; e iii) desenvolvimento de projetos de extensão; iv) colaboração em processos das empresas em que os discentes estão vinculados. O detalhamento destas atividades constitui-se como evidência de que o corpo docente já atua com sinergia e despende esforços para a geração de conhecimento nas áreas contempladas pela PPGOLD. 
O primeiro ano de atuação traz evidências de que o PPGOLD acertou pela integração de docentes com propósitos e temáticas similares em atividades de pesquisa, extensão e produção tecnológica.  

O primeiro destaque é o ?Grupo de Tecnologia Aplicada à Otimização? (GTAO), formado pelos professores doutores Cassius Tadeu Scarpin (líder), Gustavo Valentim Loch (vice-líder), José Eduardo Pécora Jr e Thiago André Guimarães. Os temas abordados neste grupo estão voltados ao desenvolvimento de ferramentas que auxiliam na resolução de problemas organizacionais, versados especialmente em gestão de operações e pesquisa operacional. 

O GTAO vem atuando em projetos internacionais, em parceria com professores Leandro Callegari Coelho e Angel Ruiz, ambos da Université Laval, em Québec, Canadá. O professor Leandro é agraciado com a Chair em Logística Integrada do Canadá, em decorrência da sua notória pesquisa em logística e transporte, com amplo reconhecimento internacional. Os professores Leandro e Angel são membros ativos do Centre Interuniversitaire de Recherche sur les Reseaux d’Entreprise, la Logistique et le Transport (CIRRELT), o mais produtivo grupo de pesquisa em logística e transporte do mundo, congregando diretamente oito instituições no Canadá, além de atuar de forma colaborativa com diversas outras em diferentes países. O CIRRELT financia diversos projetos de pesquisa na área, além de estar articulado com diversos programas de mestrado e doutorado em administração (ênfase em gestão de operações) e engenharia industrial. Ainda no arcabouço colaborativo do GTAO e as organizações, há projetos em andamento que promovem a integração de alunos/funcionários com as empresas do estado. Como exemplo, destaca-se pesquisas em conjunto com a Rede Condor de Supermercados, que corroborou a abertura do PPGOLD com uma carta de apoio, sobre desenvolvimento de processos e ferramentas computacionais para auxílio no processo de gestão interna de armazéns, e no problema de carregamento de contêineres no centro de distribuição da empresa. Essas ações já estão vinculadas a um aluno do PPGOLD e contam com a parceria do CIRRELT. Há ainda outro projeto em andamento, sobre gestão de operações hospitalares ? em absoluta evidência no atual momento do país – gerido pelo professor José Eduardo Pécora Jr, que se encontra em pós-doutoramento em 2020, com uma aluna de mestrado do PPGOLD. Existem ainda projetos de logística na área pública, envolvendo diretamente o almoxarifado central da UFPR. Também é relevante a parceria, em andamento, sobre mobilidade urbana e transporte de passageiros, por meio de alunos de iniciação científica no DAGA, o qual já vem mostrando interesse no PPGOLD como futuros discentes.

A base para a construção de soluções para os problemas organizacionais de gestão de operações é a modelagem matemática e a utilização de algoritmos de otimização. Tais técnicas possibilitam compreender todas as circunstâncias do problema, analisar as variáveis, e relacionar essas variáveis com regras e limitações, a fim de desenvolver um método resolutivo amplo, envolvendo técnicas exatas e heurísticas para tal fim. Todas essas técnicas, amplamente difundidas no meio acadêmico, vêm sendo alçadas cada vez mais no ambiente organizacional sob o prisma da inteligência artificial e a indústria 4.0. Ambos os conceitos dependem das ferramentas matemáticas e estatísticas, aliada a sistemas de gestão tecnologia de informação, as quais estão sendo trabalhadas fortemente pelo GTAO dentro do PPGOLD. Além disso, busca-se desenvolver a capacidade de análise crítica dos tomadores de decisão sobre a solução alcançada, com a criação de um plano de ações operacionais e táticas, capazes de transformar soluções em ações efetivas, aptas para implementação. O objetivo da linha de Operações e Sistemas de Decisão, onde se insere o GTAO, é desenvolver softwares específicos e/ou processos dentro das empresas, sejam eles com registro de propriedade intelectual ou não. 

O segundo grupo destacado é o ?Sistemas de Decisão?, que possui o professor José Eduardo Pécora Jr. como um dos líderes e os professores Cassius Tadeu Scarpin e Guilherme Francisco Frederico como pesquisadores, além do professor Angel Ruiz da Université Laval como colaborador estrangeiro. Um dos trabalhos em desenvolvimento, em parceria com o Prof. Angel, versa sobre a otimização na gestão hospitalar, compartilhando experiências e práticas bem-sucedidas junto a hospitais da região de Québec, Canadá, ao Hospital de Clínicas (HC) da UFPR, em Curitiba. Esses projetos estão melhorando as práticas gerenciais do HC e formando melhores gestores do HC, alguns já discentes do PPGOLD, incentivando, também, novos profissionais a ingressarem no programa. O grupo de Sistemas de Decisão atua em pesquisas que visam criar modelos para sustentar a tomada de decisão por meio de técnicas de simulação, pesquisa operacional, controle estatístico de qualidade, medição de desempenho, modelos de maturidade e lean thinking. Considerando que todo método de análise de decisão é uma ferramenta que direciona e auxilia o gestor, não o eximindo da responsabilidade sobre tal decisão, é também objetivo do grupo desenvolver a capacidade lógico-analítica e de análise crítica dos seus integrantes. Atualmente estão vinculados ao grupo sete pesquisadores, quatro estudantes de doutorado, seis de mestrado acadêmico (de outros programas da UFPR), e sete estudantes de graduação e mais dois alunos vinculados ao PPGOLD.

O terceiro grupo relacionado ao PPGOLD é o ?Integração, Automação e Avaliação de Sistemas?, liderado pelo professor Eduardo Alves Portela Santos, e com colaboração do professor Egon. O grupo aborda como sistemas complexos (aqueles formados por uma grande variedade de subsistemas ou componentes, com objetivos diferentes e forte interação), possa ser avaliada por meio de crítica em seus processos. Há também um projeto interno da UFPR que está vinculado com esse grupo de pesquisa. O mapeamento de processos e o diagnóstico de processos suscetíveis a fraudes. Esse projeto teve início no final do ano de 2016 e já está rendendo melhorias significativas nos processos internos da universidade. Um discente do PPGOLD atua diretamente neste projeto, dando capilaridade ao PPGOLD entre os diversos servidores técnico-administrativos da UFPR. Adicionalmente, o grupo objetiva o desenvolvimento de métodos, ferramentas e técnicas que tratem de aspectos referentes à concepção, modelagem, implementação, operação, monitoramento e controle de sistemas complexos, com grandes perspectivas de desenvolvimento de produtos tecnológicos como processos desenvolvidos, e patentes. Participam desse grupo pesquisadores estrangeiros Eileen Morton Van Aken (Department of Industrial and Systems Engineering (ISE) da Virginia Polytechnic Institute and State University (Virginia Tech), Hervé Panetto (Universidade de Lorraine, Nancy, França), Mario Lezoche (Universidade de Lorraine, Nancy, França). Atualmente estão vinculados ao grupo seis pesquisadores, cinco estudantes de doutorado, três de mestrado acadêmico (de outros programas da UFPR), e nove estudantes de graduação, além de um discente do PPGOLD.

O quarto grupo de pesquisa relacionado ao PPGOLD é o ?Organizações Sustentáveis e Inovadoras? (OSI), liderado pelo professor Farley Simon Mendes Nobre. A proposta do grupo é estudar o campo da Sustentabilidade nas Organizações. Concentra-se no estudo das Organizações Sustentáveis e Inovadoras, abrangendo temas do Empreendedorismo Sustentável, Sustentabilidade Corporativa, Cadeia de Valor Sustentável, Base da Pirâmide, Negócios Sociais e Valor Compartilhado, além de Inovação centrada na Sustentabilidade. Em suas pesquisas, adotam-se perspectivas da Visão Baseada em Recursos, Capacidades Dinâmicas, Teoria da Contingência, Teoria dos Sistemas, Design e Pensamento Sistêmico, Racionalidade Limitada e Cognição, além de Eco-inovação, Inovação Verde e Inovação Disruptiva. Adicionalmente, o Grupo possui espaço para pesquisa de novos temas relacionados às Organizações Sustentáveis e Inovadoras que também podem ser investigados com base em outras perspectivas organizacionais a exemplo de Modelo de Negócios e Teoria Institucional. Este grupo já conta com cinco alunos do PPGOLD e já demostra uma capacidade produtiva enorme dentro do mestrado profissional. Considerando a importância da sustentabilidade na gestão de operações e na cadeia de suprimentos, esta área complementa muito bem os outros grupos de pesquisa aqui citados. Além disso, o Prof. Farley Simon Mendes Nobre já é integrante do grupo ?Operações e Sistemas de Decisão?, facilitando a integração entre os temas de pesquisa do PPGOLD.

Especificamente em relação ao processo decisório em organizações há professores do PPGOLD em um quinto grupo de pesquisa nomeado ?Estratégia e Processo Decisório? (professores Simone Cristina Ramos e Germano Glufke Reis, com colaboração do professor Claudimar). O objetivo deste grupo de pesquisa é compreender os processos decisórios em organizações, e a forma como estes influenciam e são influenciados pelas estratégias organizacionais. A compreensão desses processos se dá no âmbito individual, organizacional e/ou ambiental, dependendo do foco de cada investigação. Este grupo teve a maior procura de candidatos no primeiro processo seletivo do PPGOLD, mostrando um interesse inepto a área e a carência de mercado que o PPGOLD está suprindo desde sua primeira turma. O grupo já conta com seis alunos do PPGOLD, tendo inclusive desenvolvido publicações e trabalhos relevantes.

Os professores Germano Glufke Reis, Guilherme Francisco Frederico e Simone Cristina Ramos atualmente também desenvolvem conjuntamente projetos de pesquisa alinhados ao PPGOLD. O projeto ?A atratividade de atributos simbólicos e instrumentais do empregador como parte de um processo de sensemaking e de identidade/ajustamento social? contribui para o amadurecimento das práticas organizacionais ao permitir o entendimento de elementos para alavancar a atratividade por meio de propostas de valor motivadoras para o público-alvo dos seus processos de recrutamento (employer value proposition) e, também, em ações relativas à marca do empregador (employer branding). Já o projeto ?Processo Decisório Naturalístico de Empreendedores? busca subsidiar novos modelos explicativos para a tomada de decisão de empreendedores, posto que os modelos predominantes na literatura são desenvolvidos majoritariamente a partir das experiências de grandes organizações. O projeto ?Relação Entre os Elementos de Maturidade e as Práticas da Gestão da Cadeia de Suprimentos? considera os elementos de maturidade como aqueles que direcionam o desempenho de uma cadeia de suprimentos. Sendo assim a pesquisa tem por objetivo identificar as práticas que suportam e garantam a execução desses elementos, contribuindo assim para uma melhor gestão das cadeias de suprimentos. Todos esses projetos já possuem alunos vinculados ao PPGOLD e seu desenvolvimento está alinhado às diretrizes do programa. Este projeto também tem forte relação com o grupo de pesquisa Sistemas de Decisão, no qual o professor Guilherme Frederico também tem participação. Este projeto já teve aplicações em diversas empresas vinculadas a aluno das especializações, demonstrando a capacidade de aplicações e de desenvolvimento de processos decisórios aplicadas no mercado e aos atuais discentes do PPGOLD.

Na área de Decisão em Finanças e Mercados Financeiros os professores vinculados ao projeto do PPGOLD aparecem em dois grupos de pesquisa: o ?Laboratório de Finanças Corporativas? e o ?Grupo de Gestão de Riscos e Análise de Desempenho em Cooperativas?. O primeiro conta com a liderança do professor Marcos Wagner da Fonseca e tem por objetivo estudar temas de enfoques teóricos e empíricos relativos às finanças organizacionais. Ele envolve assuntos voltados a problemas contábeis e financeiros relacionados a decisões de financiamento e de investimento; instrumentos financeiros e derivativos; reestruturações societárias; assimetria de informação e conflitos de interesse nas empresas; governança corporativa; gestão do risco corporativo; regulação e divulgação de informações financeiras e seu impacto na precificação das ações e empresas; eficiência informacional do mercado de capitais; bem como finanças comportamentais. Seus orientados no PPGOLD estão vinculados a este projeto. O professor Adalto é um importante reforço no desenvolvimento deste projeto, direta e indiretamente. Seu orientando no PPGOLD vem trabalhando em conjunto com os orientandos do professor Marcos e do professor Rodrigo, mostrando uma linha de pesquisa extremamente robusta e academicamente sustentável. O objetivo deste grupo é a formação de profissionais que possam desenvolver técnicas e ferramentas que auxiliem os aspectos financeiros das empresas em que trabalham.

O professor Frega, na linha de decisões financeiras está atuando com o projeto ?Métodos Multicritério como Artefatos para a Geração de Métricas Robustas em Modelos de Maturidade?. Neste projeto, o docente coordena pesquisas para o estabelecimento de métricas robustas, quantitativas e objetivas para diferentes modelos de maturidade em diversos domínios, de forma a melhorar o assessment de organizações em múltiplas perspectivas. O professor tem interface de trabalho com o professor Rodrigo, também da linha de finanças, e dos professores Guilherme e José Eduardo Pécora, das outras linhas. Seus orientandos do PPGOLD estão vinculados a este projeto, sendo o objetivo principal, utilizando técnicas multicritérios, aliadas a conceitos financeiros e de maturidade, aplicar as métricas desenvolvidas em casos reais.

Além da participação em grupos e projetos de pesquisa, a sinergia entre os docentes contemplados do PPGOLD pode ser verificada por sua participação em projetos, atividades e cursos de extensão. O projeto de extensão ?Centro de Carreiras: orientação profissional e inserção no mercado? conta com a vice-coordenação do professor Germano Glufke Reis e participação da professora Simone Cristina Ramos. Tal projeto tem por objetivo subsidiar melhor inserção profissional dos egressos da graduação, lato sensu e stricto sensu do DAGA. Durante o ano de 2017 foram desenvolvidas diversas atividades como palestras com egressos, palestras com profissionais de empresas, oficinas de empregabilidade para alunos da graduação e oficina de processo seletivo para acadêmicos do MBA. Além dos já citados professores compõem a equipe mais três professores vinculados ao DAGA. 
O projeto de extensão ?Centro de Carreiras? voltado ao aconselhamento sobre desenvolvimento de Carreira dos egressos do DAGA e também a atividades de ensino voltadas a maior consolidação das competências dos estudantes do DAGA conta com a participação dos professores Germano Glufke Reis e Simone Cristina Ramos, do PPGOLD. Neste projeto de extensão foram realizadas oficinas de preparação para processos seletivos e mesas redondas com profissionais de sucesso das áreas de finanças, gestão de pessoas, empreendedorismo e marketing. 

Esta atividade de extensão levou ao convite, por parte da Rádio UNIFM, da Fundação da Universidade Federal do Paraná (FUNPAR), a um projeto maior de divulgação das pesquisas aplicadas junto ao mercado. Em 2019, o professor Cassius Scarpin passou a coordenar e apresentar um quadro na programação da rádio, intitulado ?Fábrica de Conhecimento?, veiculado todas às segundas-feiras, das 12:30h às 13:00h, ao vivo. O quadro traz como convidados pesquisadores e empresários, demonstrando a interface entre a pesquisa científica e as necessidades do mercado. Este projeto tem frutificado a conexão entre o PPGOLD e as necessidades de mercado, além de ser uma plataforma massiva de comunicação e divulgação de todas as pesquisas realizadas no PGOLD à sociedade. A grande maioria dos docentes do PPGOLD participou do quadro ao longo do ano de 2019. O quadro continua sendo veiculado no ano de 2020. 

Diante do aqui exposto, é possível afirmar que o PPGOLD atua em uma base consolidada de grupos de pesquisa, capazes de construir conhecimentos avançados em suas áreas de investigação. Também é possível inferir que os projetos de pesquisa desenvolvidos por seu corpo docente possuem interfaces, favorecendo a sinergia entre pesquisadores e entre pesquisadores e profissionais. Por último, o empenho de seus docentes em programas, atividades e cursos de extensão é sinal de seu elevado comprometimento com a disseminação do saber e o incremento das práticas materiais dos profissionais em organizações.

Disponibilizado via SIGA UFPR

Universidade Federal do Paraná
GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO
Avenida Prefeito Lothario Meissner, 632
Jardim Botânico - Curitiba/PR - Brasil
CEP: 80210-170
Telefone: (41) 3360-4464

Universidade Federal do Paraná
GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO
Avenida Prefeito Lothario Meissner, 632
Jardim Botânico - Curitiba/PR - Brasil
CEP: 80210-170
Telefone: (41) 3360-4464

Imagem logomarca da UFPR

©2021 - Universidade Federal do Paraná - GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação