[google-translator]

GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO

Menu

Proposta Curricular

Estrutura Curricular

A formação do discente no PPGOLD se dá por três eixos principais: Disciplinas Formativas de Alto Valor Agregado; Prática Profissional e Aplicabilidade; Desenvolvimento Científico e Aprimoramento Pessoal. De forma geral, para a conclusão dos créditos em disciplinas, o estudante deverá cursar 33 créditos (11 disciplinas com três créditos cada), sendo seis disciplinas obrigatórias e cinco disciplinas opcionais:

No eixo Disciplinas Formativas de Alto Valor Agregado, o discente deverá cursar duas disciplinas (seis créditos) obrigatórias, a saber: Metodologia Científica e Introdução a Gestão de Organizações, Liderança e Decisão. 

A disciplina de Metodologia Científica é ministrada de uma forma completa e robusta. Pretende-se nesta disciplina, apresentar as ferramentas práticas para a escrita científica, dos trabalhos técnicos e artigos, e o desenvolvimento do raciocínio lógico do método científico, a transformação de problemas reais em pesquisas científicas, chamadas de cientifização do pensamento nos processos empresariais. Também possui aspectos de formação do discente para oratória e técnicas de apresentação. 

A disciplina de Introdução a Gestão de Organizações, Liderança e Decisão é mais uma inovação criada neste programa. Ela tem por objetivos apresentar ao discente o campo de pesquisa em processo decisório, bem como mostrar a interoperabilidade e interdisciplinaridade dos problemas reais. Traz, ao mesmo tempo, para o discente, artigos científicos e casos reais de empresas. Desenvolve-se a criticidade do aluno em verificar todos os aspectos da tomada de decisão, sejam eles teóricos e práticos, mostrando uma união entre esses conceitos. O discente tem uma formação robusta para a tomada de decisão e a análise crítica nesta disciplina. Um objetivo, também, desejado nesta disciplina é mostrar a relação das três linhas de pesquisa do PPGOLD nas mais diversas situações de tomada de decisão, fazendo o aluno refletir sobre todas as linhas e verificar a importância de realizar análises gerenciais de forma integrada em áreas.

Além das duas disciplinas obrigatórias, o discente necessita cursar mais cinco disciplinas eletivas (15 créditos no total em disciplinas eletivas deste eixo). Cada disciplina tem 45 horas, isto é, três créditos. As disciplinas estão organizadas por linha de atuação, mas todos os discentes podem fazer qualquer disciplina, desde que seja relevante para sua pesquisa e esteja em comum acordo com seu orientador. 

Na linha de Operações e Sistemas de Decisão oferece-se: Modelagem em Operações (Cassius), Mineração de Processos (Portela), Simulação em Operações e Logística (Pécora), Modelagem na Cadeia de Suprimentos (Gustavo), Modelos e Gestão de Estoques (Thiago) e Gestão de Dados (Egon). 

Na linha de Decisões em Finanças e Mercados Financeiros oferece-se: Análise de Investimentos (Marcos), Teoria Financeira (Rodrigo), Mercado de Capitais (Adalto) e Métodos numéricos em Finanças (Frega).

Na linha de Competências Organizacionais e Decisão oferece-se: Gestão e Decisão em Ambientes Internacionais (Germano), Organizações Sustentáveis e Inovadoras (Farley), Gestão Estratégica de Pessoas (Simone), Gestão Estratégia de Operações e da Cadeia De Suprimentos (Guilherme), Estratégia em Canais de Marketing (Claudimar), Organizações e Estratégia (diversos docentes) e Práticas Metodológicas em Estratégias e Decisão (diversos docentes).

Desta forma, este eixo visa dar uma formação robusta com técnicas e conceitos modernos, inovadores e avançados tecnologicamente. O discente tem liberdade, desde que em comum acordo com o orientador, para escolher a melhor formação de acordo com sua proposta de pesquisa. Além disso, o discente tem o direito, de cursar até três, dessas cinco disciplinas eletivas, em outros programas de pós-graduação, mediante autorização do orientador e do colegiado. 

No eixo Prática Profissional e Aplicabilidade, o PPGOLD oferece uma disciplina obrigatória (três créditos) de Prática Profissional que pode ser realizada ao longo de toda a formação discente. A disciplina de Prática Profissional oferece duas possibilidades ao discente. 

1) O discente que tiver a disponibilidade de acompanhar um processo em uma empresa, seja ele pertencente ao quadro de funcionários ou não dessa empresa, deve gerar pelo menos três relatórios de acompanhamento, com espaçamento esperado de pelo menos um mês entre os relatórios, de forma a apresentar os aspectos técnicos inerentes ao observado na empresa. Nestes relatórios, o discente deverá relacionar as fases do processo em acompanhamento com as técnicas científicas relacionadas de forma a fundamentar uma análise crítica sobre o mesmo. Ao final desses relatórios o aluno deverá analisar o acompanhamento completo e fazer suas indicações teóricas e práticas de modo a agregar valor tanto aos processos quanto a sua pesquisa científica; ou 
2) O discente deverá realizar pelo menos três visitas técnicas, em pelo menos três organizações diferentes, de forma a relacionar os processos observados na visita com sua pesquisa científica, indicando aspectos técnicos que podem ser pesquisados.
Ao final da prática profissional espera-se que o aluno tenha obtido a evolução sistêmica da análise crítica de processos práticos com a visão metodológica acadêmica e científica. A avaliação desta disciplina é do orientador acadêmico, o qual deve avaliar a profundidade da análise técnica e o avanço profissional do discente. Além disso, o discente irá apresentar um resumo, em formato de apresentação, para seu orientador de forma pública, onde, na qual, todos os outros discentes poderão compartilhar suas experiências. Sempre que possível, o PPGOLD oferecerá datas de apresentações de práticas profissionais de forma a gerar maior integração entre discentes e docentes, dando a devida publicidade para o evento.

Por fim, no eixo Desenvolvimento Científico e Aprimoramento Pessoal, o PPGOLD oferece três disciplinas obrigatórias (três créditos cada, totalizando mais nove créditos). As disciplinas neste eixo são: Seminários I, Seminários II e Seminários III.
A disciplina de Seminários I deve ser realizada em até nove meses após o ingresso do discente no PPGOLD. Ela contempla a formalização didático-científica do tema de estudo e delimitação do problema de pesquisa. O discente, em conjunto e em conformidade com seu orientador, deve estruturar e justificar o tema de pesquisa, mostrando aspectos técnicos e práticos de interesse acadêmico e práticos, de forma a consolidar o tema principal de sua pesquisa científica de mestrado. O discente deverá apresentar um seminário de até 30 minutos para seu orientador e um convidado, podendo ser outro professor com conhecimento na área correlata da pesquisa ou um profissional de mercado com comprovado conhecimento prático sobre o tema. O produto final desta disciplina é a apresentação, sem a necessidade de formalização por escrito do projeto científico. O intuito na formação profissional do discente é o incentivo para estruturar seu raciocínio lógico e sua organização mental para a tomada de decisão. Além de treinar esse discente para a apresentação em público.

A disciplina de Seminários II deve ser realizada em até 15 meses após o ingresso do discente do PPGOLD. Ela contempla a formalização da pesquisa no que tange o estudo de trabalhos correlatos, fundamentação teórica, levantamento bibliográfico, finalizando, se possível, com uma revisão sistemática da literatura, quando couber. Nesta disciplina o aluno já deverá entregar ao seu orientador a formalização desta parte importante da pesquisa, em formato acadêmico, seguindo as normas de documentos técnicos vigentes. Também será realizada a apresentação deste seminário, em até 30 minutos para seu orientador e mais um convidado, como na disciplina de Seminários I.

A disciplina de Seminários III é a formalização da qualificação de mestrado tradicional. Nesta disciplina, que deverá ser feita em até 18 meses após o ingresso do discente no PPGOLD, será obrigatório o projeto de pesquisa completo de acordo com as normas de escrita técnicas vigentes. Também será realizada a apresentação deste seminário, ou projeto de qualificação, em até 30 minutos, porém deverá existir uma banca de avaliação com pelo menos mais duas pessoas com doutorado, além do orientador, sendo facultado, ao orientador, o convite de mais um membro, desde que seja um profissional com notório saber no mercado sobre o assunto, com direito a voz, mas sem o direito a voto na deliberação de aprovação ou não do discente na disciplina.

Nas três disciplinas de seminários o PPGOLD irá estabelecer calendários, com ampla divulgação para toda a comunidade acadêmica e profissional interessada, para as respectivas apresentações. Será incentivada a participação dos discentes como ouvintes nas apresentações destas disciplinas. Em caso de não cumprimento dos prazos estabelecidos pelo Programa, o discente deverá justificar-se perante o orientador e ao colegiado, sendo que o atraso afetará a avaliação final da disciplina. 
Esta formação estruturada em três eixos, a saber, i) disciplinas formativas de alto valor agregado; ii) prática profissional e aplicabilidade; e iii) desenvolvimento científico e aprimoramento pessoal, foi assim delimitada para dar totais condições do discente PPGOLD de desenvolver um trabalho acadêmico de excelência integrado a uma aplicabilidade profissional de relevância para as organizações parceiras e a sociedade.

Experiências Inovadoras de Formação

Diversas experiências inovadoras estão presentes na estrutura, diretrizes, normas e práticas do PPGOLD, como por exemplo: i) seu regimento, que contempla a inserção de práticas inovadoras em relação a idioma e forma do trabalho final, composição das bancas e defesas; ii) experiências inovadoras de formação em disciplinas como prática profissional e seminários I, II e III; iii) a construção de um horário de funcionamento que facilita a inserção de estudantes que atuam profissionalmente; iv) a inserção de disciplinas transversais ofertadas pela pró-reitoria de pesquisa e v) o processo seletivo.

O regimento do PPGOLD (http://www.prppg.ufpr.br/site/ppgold/wp-content/uploads/sites/107/2019/09/novo-regimentoppgold_04-04-2019.pdf) traz em seu texto diversas experiências inovadoras dentro do âmbito das pesquisas brasileiras. O regimento aprovado no PPGOLD se aproxima muito das melhores práticas internacionais de pesquisa, com as devidas adaptações para a realidade em nosso país. Na seção IX ? Do Projeto, Dissertação e Tese, o artigo 61, traz a permissão para o aluno defender em língua portuguesa ou em inglesa. Ainda permite, em caso de intercâmbio ou outros casos especiais e mediante decisão do colegiado, o desenvolvimento da dissertação em outras línguas. Essa flexibilização em relação à linguagem estimula o intercâmbio, a publicação e a divulgação internacional do PPGOLD.

O artigo 64 do regimento traz outra inovação em mestrados profissionais. No caso do aluno, ao longo dos 24 meses de desenvolvimento de sua dissertação, obtiver um aceite em revista indexada, considerada como qualificada pelo colegiado, poderá substituir a dissertação tradicional pela defesa do artigo, com as devidas adaptações pré e pós-textuais conforme regras estabelecidas pela Pró Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) da UFPR. Atualmente o critério de consideração é a revista possuir qualificação nos extratos A1, A2, B1 ou B2, no atual Qualis. Caso seja feita a mudança do Qualis para os oito extratos a partir de 2021, já decidiu-se,  por meio da Portaria 2 (http://www.prppg.ufpr.br/site/ppgold/wp-content/uploads/sites/107/2019/09/portaria-produo-qualificada.pdf) que os extratos para consideração como revista qualificada sejam A1, A2, A3 e A4. Ainda permite, por meio de portaria, tornar flexível essa definição nos casos de revistas sem avaliação no Qualis, mas que possuam altos índices internacionais JCR. Essa definição será oficializada logo após as orientações da área da CAPES do PPGOLD.

Outra inovação é a composição das bancas, seja na qualificação do projeto (disciplina de Seminários III) ou na defesa da dissertação. É permitida a participação adicional de um membro externo, sem a titulação mínima, porém com conhecimento aplicado profissional relativo ao tema da dissertação. Esse membro técnico terá direito a compor a banca, com direito a voz, porém sem direito a deliberação sobre aprovação ou não do discente. Esta inovação está no artigo 67 do regimento, no inciso 4. A intenção desta permissão é trazer a aplicação real da dissertação e a avaliação profissional, em caráter de inovação e avanço, de forma a intensificar a parceria com o mercado e trazer um respaldo técnico da dissertação desenvolvida. Pretende-se com isso, mostrar a aplicabilidade e a inserção das pesquisas em problemas reais e a transmissão direta dessas pesquisas para a melhoria de práticas no mercado. Essa estratégia visa mensurar diretamente a contribuição do PPGOLD na sociedade em que está inserida.
Em relação às defesas o regimento permite até uma reprovação, tanto da defesa de projeto como na defesa da dissertação, dando automaticamente um prazo de 90 dias, não prorrogáveis, para nova apresentação. Somente em caso de nova reprovação o aluno será desligado do programa.  O intuito do PPGOLD é formar profissionais capacitados para o mercado, intelectualmente prontos para desafios e psicologicamente fortes para sua progressão pessoal. A flexibilização referente a este item está ligada com o fato de desenvolver a resiliência e perseverança no discente, dando-lhe uma nova oportunidade. Assim, além de garantir um nível alto de excelência do trabalho, estimula-se o aluno a querer crescer profissionalmente e mostra-se, portanto, que se pode, com esforço e dedicação, tomar as decisões corretas quanto ao foco e qualidade dos trabalhos desenvolvidos. Com isso, os membros da banca poderão exigir um alto nível de pesquisa e de resultados, uma vez que o aluno terá outra chance, com os devidos direcionamentos da própria banca, em caso de não atingimento dos objetivos determinados inicialmente. Esta oportunidade vem ao encontro da formação desejada para o egresso, contribuindo para que se torne um profissional capaz de contornar problemas com resiliência, ciência e direcionamento.

Na formação do aluno, uma inovação muito bem recebida pelos candidatos ao PPGOLD, bem como pela sociedade em si, está na disciplina de Prática Profissional e nos Seminários. Esta formação complementar agrega técnicas importantes na vida do egresso. Apresentação em público, defesas dos seminários, acompanhamento de outros projetos, argumentação técnica, recebimento de críticas, poder de sintetização e desenvolvimento continuado são algumas características que se pretende desenvolver com as disciplinas de seminários no formato apresentado pelo PPGOLD. Essas características são muito valorizadas no mercado e profissionais com essas atribuições tem maior probabilidade de sucesso em suas carreiras.

Já a disciplina de prática profissional proporciona a experiência prática de um projeto profissional orientado por um professor que poderá mostrar a inserção de pesquisas científicas e indicar os pontos de contato entre os dois mundos. Assim, a prática profissional visa inovar no sentido de quebrar preconceitos existentes, principalmente no mercado brasileiro, de que as pesquisas científicas não estão adequadas às práticas profissionais de mercado. A intenção nessa disciplina é combater diretamente esse conceito errôneo tão difundido no Brasil. Por outro lado, no caso em que o discente não tenha vínculo empregatício, a disciplina permite uma alternativa, que são as visitas técnicas. Neste caso, o aluno deverá fazer pelo menos três visitas técnicas a, pelo menos, três organizações, quando for possível devido ao ramo de atuação, a critério do orientador, referentes ao assunto delimitado para sua pesquisa. Essa disciplina tem como grande objetivo desenvolver nos discentes e nas organizações parceiras a ideia de que a metodologia científica, ao ser incorporado ao mundo corporativo, traz grandes benefícios e resultados para os envolvidos.

Uma inovação que o PPGOLD apresenta é o fato de que todas as disciplinas são ministradas no período noturno, das 19:00h até as 22:30h. Por mais simples que pareça ser essa inciativa, esse fato ocasionou grande procura por parte de candidatos e um alto nível de concorrência. As aulas das disciplinas formativas são dadas somente de segunda-feira a sexta-feira. Temos a permissão para aulas aos sábados, porém somente serão feitas em casos especiais. A flexibilização para o horário noturno é motivo de grande interesse pela comunidade profissional e pessoas com cargos altos em empresas estão entre os principais alvos discentes.
O PPGOLD estimula a participação de seus estudantes nas disciplinas transversais ofertadas pela pró-reitoria de pesquisa da UFPR. Em um momento em que as atividades de ensino à distância crescem mundialmente e são incentivadas no ensino superior e especialmente na pós-graduação, a UFPR inovou o processo de ensino-aprendizagem ao lançar disciplinas que podem ser cursadas tanto de forma presencial quanto remota, oferecendo aulas de que podem ser assistidas ao vivo e de outros locais (fisicamente distantes) mantendo a interação entre professores e alunos. Considerando que muitas disciplinas formativas (como Estatística, Metodologia da Pesquisa, Filosofia da Ciência, por exemplo) são comuns (transversais) a um conjunto de programas de pós-graduação e que estas mesmas disciplinas são ofertadas no seio de cada programa, a UFPR buscou desenvolver alternativas que qualificassem a oferta e, ao mesmo tempo, ampliassem o acesso às atividades de ensino stricto sensu. 

Com a consolidação deste projeto, alunos do PPGOLD passaram a ter acesso a aulas de alto nível, ministradas professores que são referência internacional em sua área de conhecimento, com convidados com alto fator de impacto e contando ainda com o apoio de tutores para acompanhar o desempenho individual de cada aluno. O Programa, por sua vez, passou a contar com ferramenta de inovação de ensino, concentrando seus esforços em disciplinas específicas e em pesquisa além de terem acesso às ferramentas de internacionalização além da ampliação de perspectivas de colaborações internacionais. 

Com tecnologia própria, a UFPR desenvolveu uma plataforma virtual que permite transmitir aulas em tempo real, com efetiva participação dos alunos que aderiram ao formato remoto. Os alunos do modo remoto podem interagir ao vivo por meio de um chat direto, além de terem acesso aos materiais didáticos usados bem como à gravação de todas as aulas, dispondo de um acompanhamento especial realizado por tutores. Ou seja, a oferta de disciplinas transversais da UFPR não se trata de EaD, mas de um modelo híbrido em que alunos cursam disciplinas presencial e remotamente com transmissão e interação entre alunos e professores em tempo real. Outro aspecto importante do projeto é que as transversais permitem que sejam ofertadas disciplinas formativas ministradas por pesquisadores que são referência em sua área de conhecimento: apesar de muitos profissionais terem fluência no escopo de disciplinas formativas, nem todos possuem o aprofundamento dos docentes que se dedicam especificamente a estes temas como suas principais áreas de atuação acadêmica.

Por fim, o processo seletivo para ingresso no PPGOLD é mais uma experiência inovadora. O aluno deve fazer a aproximação com o docente que pretende desenvolver a pesquisa de forma prévia ao processo seletivo, pegando em caso de interesse mútuo, uma carta de intenção de orientação. Embora se tenha essa conversa preliminar, não é necessário a apresentação de um projeto de pesquisa formalizado. A intenção é alinhar diretrizes de pesquisas e interesses do orientador e do candidato, de maneira a minimizar problemas futuros em decorrência a mudanças de temas ou diretrizes de pesquisa. Uma vez com a carta em mãos, cada candidato só poderá realizar a inscrição no processo seletivo com uma única carta. O candidato concorrerá somente com aqueles que almejam as vagas previamente divulgadas, relacionadas aquele professor. Assim, tende-se a obter uma interação e interesse mútuo muito maior na relação docente-discente.

Uma vez inscrito no processo seletivo, é prescrita a realização do teste ANPAD. Além disso, é requisitado que o candidato alcance determinado nível, conforme edital de seleção específico. Em caso de não aprovação no teste ANPAD ou de não realização do mesmo pelo candidato, oferta-se uma prova, para cada linha de pesquisa, sendo única a todos os candidatos de uma referida linha. Os melhores candidatos, com as maiores notas, são considerados aprovados, dentro dos limites de vagas ofertados para cada orientador, desde que suplantem uma note mínima (nota de corte). Assim, o processo de seleção, nesta fase, é totalmente idôneo e transparente.

Ainda é prevista uma fase final no processo seletivo de aproveitamento de vagas e/ou abertura de novas vagas. Em caso de existirem alunos acima da nota de corte e ainda existirem vagas ociosas de outros orientadores, poderão ser aproveitadas essas vagas, mediante a concordância mútua do candidato e do professor orientador. Respeita-se a ordem de notas da prova específica realizada. Mesmo assim, caso se tenha candidatos habilitados, acima da nota de corte, e seja de interesse do programa e do orientador a entrada e o desenvolvimento de pesquisas com este candidato, os docentes poderão, em edital específico posterior, ampliar a quantidade de vagas ofertadas e absorver candidatos com potenciais considerados adequados para o PPGOLD.

Ensino à Distância

As disciplinas de Prática Profissional e Seminários I, II e III podem ser acompanhadas totalmente à distância, onde até as apresentações finais podem ser feitas em formato remoto. Tais condições são de responsabilidade do docente orientador e possuem dinâmica totalmente flexível.

Estuda-se a oferta de disciplinas formativas à distância para um futuro próximo, em caso de abertura de doutorado no PPGOLD. O programa atualmente está desenvolvendo um estudo de ferramentas on-line e plataformas de ensino, de forma a flexibilizar a aquisição do conhecimento pelo discente por via remota. Ainda está em fase de projeto, sendo um dos principais desafios o mecanismo de avaliação. Embora tenha-se excelente perspectivas para esse estudo, o intuito é permitir essa flexibilização apenas a partir da turma ingressante em 2021.

Permite-se ainda ao discente cumprir carga horária, limitada a nove dos 15 créditos em disciplinas eletivas, em outros programas de pós-graduação, ou ofertadas pela PRPPG, independente da forma ministrada, incluindo o ensino a distância. Obviamente essas disciplinas deverão possuir o aval e concordância do professor orientador do discente.

Disponibilizado via SIGA UFPR

Universidade Federal do Paraná
GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO
Avenida Prefeito Lothario Meissner, 632
Jardim Botânico - Curitiba/PR - Brasil
CEP: 80210-170
Telefone: (41) 3360-4464

Universidade Federal do Paraná
GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO
Avenida Prefeito Lothario Meissner, 632
Jardim Botânico - Curitiba/PR - Brasil
CEP: 80210-170
Telefone: (41) 3360-4464

Imagem logomarca da UFPR

©2021 - Universidade Federal do Paraná - GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES, LIDERANÇA E DECISÃO

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação